Postagens

Mostrando postagens de 2015

CPI DO CIMI

Imagem
CPI DO CIMI VIRA PALANQUE PARA INTIMIDAÇÕES E EXPOSIÇÕES DE MISSIONÁRIOS DA ENTIDADECompartilhar
   Integrantes do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) tornaram-se alvo preferencial no processo de criminalização tocado adiante pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), em recesso parlamentar, que investiga a atuação da entidade no Mato Grosso do Sul. Nas sessões da comissão na Assembleia Legislativa do estado, é comum a exposição de missionários e missionárias por fotos e citações pejorativas, associando-os a práticas ilícitas não comprovadas por nenhum dos depoentes à CPI – tampouco pela proponente e presidente da CPI, a deputada ruralista Mara Caseiro (PTdoB).
   O último episódio se deu durante a oitiva da presidente do Sindicato Rural de Antônio João, Roseli Ruiz Silva. A fazendeira disse que é preciso investigar a vida pessoal do coordenador do Regional Mato Grosso do Sul do Cimi, Flávio Vicente Machado. Roseli afirmou que a comissão deve saber se Machado possui carros, filh…

MANIFESTO: DOCUMENTO FINAL DAS MOBILIZAÇÕES INDÍGENA EM BRASÍLIA

Imagem
POVOS INDÍGENAS DE TOCANTINS E PARÁ MOBILIZADOS EM BRASÍLIA CONTRA A PEC 215, O MATOPIBA, AS HIDRELÉTRICAS E AS CPIs DO CIMI E FUNAI
  Nós lideranças indígenas dos povos; Mundurucu (PA), Krahô (TO), Xerente (TO), Apinajé (TO), Carajá Xambioá (TO), Avá Canoeiro (TO) e Canela do Tocantins (TO), somando mais de 200 pessoas mobilizados no período de 07 a 10 de dezembro de 2015 em Brasília (DF), vimos a público manifestar nossa indignação e protesto contra a aprovação da PEC 215/2000 na Comissão Especial da Câmara dos Deputados no dia 27/10/2015.     Mais uma vez viemos à Brasília manifestar e reafirmar nossa posição contrária a essa matéria absurda (PEC 215/2000) que propõe alterar a Constituição Federal para atender interesses políticos e econômicos de setores ruralistas conhecidos historicamente por práticas truculentas e crimes de grilagem de terras, de trabalho escravo, genocídio dos povos indígenas e pistolagem.     Esse setor (agronegócio) também é o principal responsável pelo desmata…

AWÁ

Imagem
COP21: INCÊNDIO NA AMAZÔNIA DESTRÓI FLORESTA ÚNICA E AMEAÇA TRIBO ISOLADA O fogo ameaça destruir completamente a floresta dos Awá isolados (foto de arquivo).
© Survival International     Incêndios florestais estão se espalhando pela Amazônia Brasileira, destruindo vastas áreas nas margens leste dos “pulmões do planeta”. A eclosão do fogo coincide com o início da conferência global de meio ambiente COP 21 em Paris e ameaça um dos últimos povos isolados do planeta.     Os incêndios, ao que tudo indica, estão sendo iniciados por madeireiros ilegais, em represália aos esforços de povos indígenas para defender seu território e manter invasores fora. Eles ameaçam uma das poucas áreas remanescentes da pré-Amazônia no Brasil, o último ambiente desse tipo no mundo.     Esta floresta é o lar da tribo Awá, uma das sociedades mais vulneráveis do planeta. Os Awá dependem completamente da terra para a sua sobrevivência.     Os Awá e outros povos indígenas ao redor do mundo estão a frente da luta cont…

MOVIMENTOS SOCIAIS

Imagem
CARTA ABERTA À SOCIEDADE BRASILEIRA, À PRESIDÊNCIA DA REPUBLICA E CONGRESSO NACIONAL SOBRE A DESTRUIÇÃO DO CERRADO PELO MATOPIBA.

Nós, Camponeses(as), Agricultores(as) Familiares, Povos Indígenas, Quilombolas, Geraizeiros(as), Fundos e Fechos de Pasto, Pescadores(as), Quebradeiras de Coco, reunidos(as) no I ENCONTRO REGIONAL DOS POVOS E COMUNIDADES DO CERRADO, em Araguaína – Tocantins, nos dias 23, 24 e 25 de Novembro de 2015 , para debater sobre o PDA MATOPIBA e as consequências para os Povos do Cerrado, viemos INFORMAR e MANIFESTAR à Sociedade Brasileira: - Que a Política Nacional de Desenvolvimento Agropecuário, através do Plano de Desenvolvimento Agropecuário do MATOPIBA (PDA MATOPIBA), instituída através do Decreto n. 8447, nada mais é que a velha e contínua política desenvolvimentista do período militar e atual, maior promotora de violências, de degradação ambiental, trabalho escravo e desigualdades sociais e econômicas do campo brasileiro. - Que a delimitação territorial do MATO…

RESISTÊNCIA

Imagem
PẼP KAÀK: CULTURA, DISCIPLINA, ORGANIZAÇÃOE PAZ
     Desde o mês de outubro deste ano que um grupo de 50 jovens Apinajé, vem se articulando e se reunindo todos os dias para conversar sobre vários assuntos de interesse do povo Apinajé. A iniciativa é dos jovens adolescentes e estudantes indígenas da aldeia São José e tem o apoio de jovens de outras aldeias vizinhas.  O objetivo principal é se organizar melhor com bases nos princípios e valores culturais do povo Apinajé para fazer enfrentamento aos inúmeros problemas que ameaçam diariamente nossas comunidades. Especialmente o combate ao trafico e venda de bebidas alcoólicas nas aldeias Apinajé.       A partir de agora esses jovens considerados guardiões e protetores da aldeia poderão intervir fazendo o uso da força para garantir a ordem e manter a paz nas comunidades. Também poderão auxiliar no combate aos incêndios no cerrado, nos trabalhos das roças, na coleta de lixo e outros serviços voluntário de apoio às comunidades.     No entanto …

MOBILIZAÇÕES INDÍGENAS

Imagem
» Notícias » Nos estados » TO Em defesa da vida e da Mãe Terra, organizações divulgam o Manifesto de Palmas Inserido por: Administrador em 30/10/2015.
Fonte da notícia:Cimi Regional Goiás/Tocantins

Enquanto una grave crise civilizatória envolve a humanidade, com ameaças reais à vida no planeta Terra, nossa “Casa Comum”, denunciamos que a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215, pela Comissão Especial na Câmara dos Deputados, no último dia 27, representa mais uma severa violência e grave violação aos direitos dos povos indígenas e das comunidades tradicionais.

Diante deste fato, mais de 50 organizações, movimentos sociais, pastorais, igrejas, entidades de direitos humanos e outras instituições da sociedade civil divulgaram nesta tarde o “Manifesto de Palmas”, no qual expressam seu repúdio à PEC 215 e a confiança de que esse projeto de extermínio não será aprovado pelo Congresso.
Leia abaixo o Manifesto de Palmas, na íntegra
PEC 215: O extermínio dos Povos Indígenas e das Po…

JOGOS MUNDIAIS DOS POVOS INDÍGENAS

Imagem
OS JOGOS MUNDIAIS DOS POVOS INDÍGENAS E O GOLPE DOS RURALISTAS       Com a participação de 24 etnias indígenas do Brasil e 23 do exterior estão sendo realizados na cidade de Palmas no Estado do Tocantins a 1ª edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. A abertura oficial do evento aconteceu na noite da última sexta-feira 23/10 com as presenças da presidenta Dilma Rousseff, dos ministros José Eduardo Cardoso da Justiça, George Hilton dos Esportes e Kátia Abreu da Agricultura. O encerramento será no dia 01/11/2015.       Na abertura dos JMPI a presidenta foi muito vaiada e alertada, pelas lideranças indígenas especialmente com relação à possibilidade de aprovação na Comissão Especial da Câmara dos Deputados da PEC/215/2000 que altera as regras para demarcação de terras indígenas e quilombolas.       Dito e feito, na noite de 27/10 no bojo e “no calor da grande festa”, enquanto os povos indígenas celebravam em Palmas -TO a “união dos povos” nos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, os dep…